COMPANHIA

Já passaram 20 anos desde o momento em que um grupo de jovens dava os primeiros passos no teatro. Ainda hoje é na pequena aldeia de Campo Benfeito, perdida entre labirínticos caminhos e montes que serpenteiam a Serra do Montemuro, que a equipa de sete pessoas trabalha afincamente na criação de projectos inovadores. Para além destas sete pessoas, cada novo projecto traz até Campo Benfeito colaboradores de todo o país e estrangeiro. Actores e actrizes, cenógrafos, dramaturgos, encenadores rumam até à aldeia com o entusiasmo de criar algo de diferente, algo singular.

Como companhia no meio rural, o Teatro do Montemuro é por obrigação, mas também por vocação, uma companhia itinerante, os “saltimbancos” do século 21, com uma grande aposta em grandes cenários, figurinos minuciosos, máscaras, adereços, música ao vivo. Ao longo dos 16 anos de criações como companhia profissional de teatro, o grupo distingue –se pela autenticidade e originalidade dos seus textos, plástica, música e também pelo trabalho dos actores que assenta na verdade, na emoção, na alegria e na fisicalidade levada à exaustão.

O Teatro do Montemuro é uma estrutura sólida que investe os seus recursos na criação de novos projectos artísticos, na formação, na circulação e internacionalização dos espectáculos, no Festival Altitudes e outras dinâmicas que de uma forma gradual permitam o crescimento da companhia sempre assente numa noção de sustentabilidade.
A sua actuação tem corrigido assimetrias culturais, levando ao público espectáculos executados com rigor, seriedade, profissionalismo, mas acessíveis a todos, desde um advogado a um lavrador.